Feeds:
Posts
Comentários

Archive for agosto \29\UTC 2009

Alive

Is something wrong?, she said
Well of course there is
You’re still alive, she said
Oh, and do I deserve to be?
Is that the question?
And if so, if so
Who answers? Who answers?
– Pearl Jam

Anúncios

Read Full Post »

Still alive

O tempo é mesmo engraçado. Quando a gente é mais novo, ou mais ansioso, a gente sempre acha que ele demora muito para passar, e que aquela história de “só o tempo cura” é a maior balela porque quem está lá no dia a dia, encarando todo o sofrimento, é você mesmo, e nessas horas parece que tempo nenhum consegue mudar nada. Ou então, quando falam que “com o tempo você resolve”, e isso só aumenta a sua angústia por ter que adiar uma decisão que você acredita que tem que tomar naquele momento.
Mas nisso, entre falas sobre o tempo, angústias, tristezas, o tempo realmente passa. E, por incrível que pareça, você realmente vive muito mais coisas do que imaginou; a vida te apresenta quase que uma nova situação a cada dia, e você vai vivendo… ora esquecendo do tempo, ora o apressando, ora querendo que ele pare por alguns instantes.
Depois de um tempo, você olha para trás, lembra do que já fez, e entende que, de fato, todo aquele tempo foi necessário para que você pudesse hoje dar valor a uma coisa e fazer algo com a certeza de que é aquilo que você quer. Afinal, você já teve tempo suficiente para ter experiências suficientes para, enfim, descobrir o seu sonho e ir atrás dele, agora, sem mais dúvidas. E você tem o tempo que viver para percorrer caminhos até encontrá-lo, e você, enfim, se sente vivo. O tempo em suspenso acabou.

Read Full Post »

eternalsunshine3
“(…) I hoped that you could understand
That this is not what I had planned
Please don’t worry now
It will turn around

Cause I need more time
Just a few more months and we’ll be fine
So say what’s on your mind
Cause I can’t figure out just what’s inside

(…)

Yeah, the road gets harder
But it’s not much farther
It’s gonna be alright
You know that it ain’t easy
Please believe me
It’s gonna be alright ” More Time, Needtobreath

Read Full Post »

eternalsunshineofthespotlessmindpic

“This love needs a home
Strong, storm by storm
We’ll build a fortress,
A place to call our own” Fortress, Hope

Read Full Post »

Child

Esta noite eu sonhei comigo criança. É estranho, em quase todos os meus sonhos eu apareço como sou hoje, ou então, mesmo tendo alguma criança que na interpretação eu saiba que sou eu, ela não se parece comigo fisicamente. E no sonho de hoje, houve dois momentos: no primeiro, eu sou como sou hoje, estou aqui e ali aprontando alguma, e no segundo eu apareço com aproximadamente 3 anos, na bagunça das infinitas discussões dos meus pais. Depois, apareço em um shopping, e sou eu maior segurando eu menor! Tudo isso me parece estranho… bem estranho… eu nunca me senti tão pequena e tão viva.

Read Full Post »

Chico!

Procurando uma música para a trilha sonora de um filme caseiro, deparei-me, após uma longa pausa, com as músicas do Chico. Ah, Chico… Que saudade do lirismo, do perfeito encontro das palavras, da estrutura arquitetônica de cada verso, da precisão de sentidos, da força de quem os sente.

“Mesmo que os cantores sejam falsos como eu
Serão bonitas, não importa
São bonitas as canções”

(suspiros)

Read Full Post »

profound_sadness
Eu conseguia me reconhecer em cada um daqueles rostos, sorrisos, olhares. Eu me via na pequena menina de olhar atento, sempre próxima da professora, tímida, sorrindo. Eu me via no olhar perdido e distante daquele pequeno menino, que não queria participar das atividades e nem que encostassem nele; que fazia muitas caretas ao comer a fruta e sorria ao comer bolacha; que brincava sozinho imaginando cenários. Eu me via também naquela outra pequenina que queria colo, carinha de cansada de ficar na escola e que pedia pela mãe. E naquele outro que num ato de revolta chutava os brinquedos por não querer estar ali. E naquela que pouco falava, mas estava sempre atenta e participando. E também me via naquele lugar, passando boa parte da minha infância ali; tomando banho, fazendo todas as refeições, esperando meus pais me buscarem, almejando um lugar “safe, cozy and warm” dentro de todo aquele universo que me parecia tão imenso e inóspito.

Read Full Post »

Older Posts »